Notícias

Entidades lançam sites com dados sobre a pandemia

16/06/2020

A tentativa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de esconder a quantidade de casos contaminados e mortes por conta do coronavírus não funcionou. Após mudar o horário da divulgação dos dados para às 22h, retirando a informação dos telejornais, o governo mudou a forma como contabiliza o número total de óbitos no site Covid. Ontem (7), das mais de 1,3 mil mortes divulgadas à imprensa, apenas 525 estão contabilizadas. A sonegação de informações gerou reação na sociedade. Pelo menos três novos sites foram lançados para coletar os dados e informar à população.

O CONASS (Conselho Nacional de Secretarias Estaduais de Saúde) repudiou a mudança na metodologia de divulgação dos dados, “não podemos nos dar ao luxo de ignorar conhecimentos básicos,seja para tratamento, seja para vigilância, seja para isolamento ou antever movimentos da pandemia”.

A mudança metodológica também foi questionada presidente da Câmara dos Deputado, Rodrigo Maia. “Brincar com a morte é perverso. Ao alterar os números, o Ministério da Saúde tapa o sol com a peneira. É urgente resgatar a credibilidade das estatísticas. Um ministério que tortura números cria um mundo paralelo para não enfrentar a realidade dos fatos”, criticou.

A falta de dados oficiais é extremamente prejudicial à sociedade em todas as esferas. Sem números confiáveis, entidades e governantes não podem definir com clareza as políticas de isolamento social e regras trabalhistas para enfrentar a pandemia, na avaliação do Senge-PR.

“É imprescindível que os governos fomentem e mantenham transparência em dados da gestão, inclusive e principalmente aqueles que afetam a saúde e condições de vida da população. Atitude inversa ao que se observa no Governo Federal, com inquestionável censura de dados públicos. Sem os dados corretos, como definir se os trabalhadores devem ficar em isolamento, fazer home office ou trabalho presencial, negociar a suspensão ou redução de jornada por mais tempo? Há muito coisa envolvida para não termos todos os claros claramente”, avalia o presidente do Senge-PR, Leandro Grassmann.

Sites divulgam dados brutos

Um desses sites foi divulgado por João Gabbardo, que é médico e ex-Secretário Executivo do Ministério da Saúde na gestão do ex-ministro Henrique Mandetta. O site Dados Transparentes traz gráficos com números totais de contaminados e mortes durante toda pandemia e também em relação aos últimos 7 e 14 dias. Os dados ajudam as Secretarias Estaduais de Saúde e municipais a estabelecerem políticas de combate à pandemia. O site ainda traz informações por estados e regiões.

Outro site com dados oficiais que pode ser consultado é fornecido pelo CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde). É consultando esses números que o Governo Federal fazia balanço diário da pandemia. No endereço Painel Covid estão os números totais e por região. É por lá que se sabe que o país tem 680 mil contaminados e 36151 mortes, sendo 1116 apenas nas últimas 24 horas.

Para o presidente do Conselho, Alberto Beltrame, “O CONASS pauta sua atuação pelo mais alto interesse público, respeito à diversidade e pluralismo democrático. Nosso valor maior é a vida. A defesa da saúde e da vida é nosso compromisso inabalável com os brasileiros. A ciência, a verdade e a informação precisa e oportuna são fios condutores do processo orientador da tomada de decisão na gestão da saúde. A divulgação dos dados acontecerá diariamente até às 18h00.

Por outro lado, o site com mais dados e informações sobre a pandemia é o Covid19br. Este endereço reúne informações brutas de diversas plataformas que buscam e analisam dados. Isso contribui para que qualquer pessoa possa fazer a análise dos números. O site permite a verificação por cidade, por estado, contabiliza casos recuperados e até a quantidade de testagens que foram ou estão sendo realizados no país. O site “puxa” as informações das secretarias estaduais de saúde em seus boletins.

thumb-cat1174-covid_secom-f5ea4e9c351d28649e2175c3b2786229

Fonte: Fisenge



Veja outras publicações
GOIÂNIA
(62) 3251-8181 / (62) 3251-8967
Avenida Portugal, 482
Setor Oeste - CEP: 74140-020
ANÁPOLIS
(62) 3976-1491
Av. Franklin Roosevelt, Qd G-2 Lt 6
St. Nossa Senhora D Abadia - CEP: 75120-460